Estados Unidos realizam primeira prisão por contrabando de gases causadores do efeito estufa

Um homem da Califórnia foi preso nesta segunda-feira sob acusações de contrabando de gases de efeito estufa, no primeiro caso criminal deste tipo nos Estados Unidos. Michael Hart, de 58 anos, é acusado de comprar hidrofluorcarbonetos (HFCs) no México e transportá-los ilegalmente através da fronteira, ocultando-os sob uma lona e ferramentas em seu caminhão. Em seguida, ele teria vendido os gases online, incluindo em sites como Facebook Marketplace e OfferUp.

Os HFCs são considerados superpoluentes climáticos, com um potencial de aquecimento global milhares de vezes maior que o dióxido de carbono. Desde janeiro de 2020, os Estados Unidos baniram a produção e importação de HCFC-22, um HFC que depleta a camada de ozônio, usado em ar-condicionado residencial. Hart é acusado de conspirar com outros no México para obter, transportar e vender ilegalmente esses refrigerantes nos EUA entre junho e dezembro de 2022.

O indiciamento alega que Hart se comunicava com cúmplices no México para arranjar a compra de HCFC-22 e outros refrigerantes, além de compradores na Califórnia. Ele teria dito a um cliente que poderia fornecer de 15 a 20 tanques por semana. Hart se declarou inocente das 13 acusações, que incluem conspiração e podem resultar em penas de 5 a 20 anos de prisão.

Autoridades afirmam que este é o primeiro caso criminal de contrabando ilegal de HFCs, mas não será o último. A Agência de Proteção Ambiental dos EUA espera mais casos nas fronteiras sul e norte do país, e continuará trabalhando com o Departamento de Justiça e Segurança Interna para manter uma presença ativa contra esse tipo de crime ambiental. O indiciamento envia um forte sinal aos potenciais importadores ilegais desses gases, cujo contrabando mina os esforços globais para reduzir seu uso e proteger o clima.


Fonte: https://www.eenews.net/articles/us-makes-first-arrest-of-greenhouse-gas-smuggler/

Compartilhar